Nagios Core: Adicionando e Monitorando Nosso Primeiro Host(Dispositivo) – Parte 05

Agora sim iremos adicionar nosso primeiro dispositivo para que seja monitorado no Nagios.

Host é um objeto. Temos vários objetos no Nagios:  Serviços, grupos de serviços, hosts, grupos de hosts, contatatos, comandos etc.

Objetos são os elementos envolvidos na lógica do monitoramento e alertas.

Bom, a descrição acima retirei do próprio site do Nagios e nos deixa confusos. Por enquanto basta  sabermos que:

Host é o elemento a ser, ou sendo, monitorado. Então, se estamos monitorando um servidor esse servidor é um host. Se estamos monitorando um roteador então esse roteador é um host…

  • Host é um item físico, algo que conseguimos ver e pegar. Exemplos: Servidor, impressora,  switch, roteador…
  • Hosts tem algum endereço na rede, como IP ou MAC
  • Hosts tem um ou mais serviços que pode ser monitorado. Por exemplo, Um servidor possui como serviço os HDs, memória ram, processador etc.
  • Um host pode possuir relação de pai e filho com outros hosts. Seu roteador distribui internet para seu servidor então o servidor é um filho para o roteador.

Host é um objeto usado para representar um servidor ou outro dispositivo qualquer que reside em nossa rede.

Nosso primeiro host será nosso server02. Ele possui ip 192.168.0.41.

 

A Pasta Objects

A pasta para objetos fica em: /usr/local/nagios/etc/objects/

Vamos listar seu conteúdo:

elder@server01:~$ ls /usr/local/nagios/etc/objects/
commands.cfg  localhost.cfg  templates.cfg    windows.cfg
contacts.cfg  printer.cfg    switch.cfg    timeperiods.cfg

Ao instalarmos o Nagios ele traz os objetos acima que alaranjei. Ele é o host que monitora o servidor onde está instalado o Nagios. Vimos ele no primeiro artigo ao instalarmos o Nagios e abrimos a interface web. Abra novamente a interface web e veja.

Acesse o seu endereço IP, no meu caso é: http://192.168.0.40/nagios/ que é onde está instalado o Nagios.  Clique em Services. Poderá ver o host chamado “localhost” e seus serviços.

Lembrando que o host localhost abaixo foi adicionado automaticamente durante a instalação do Nagios.

 

Podemos que o Nagios está monitorando os seguintes serviços:

  • Current Load: Aquí é o consumo do processador(cpu)
  • Current Users: usuáios logados atualmente.
  • HTTP: Servidor web(http). Logicamente que para acessarmos a tela acima é porque ela está hospedada em um servidor web.
  • Ping: O servidor está respondendo a ping
  • Root Partition: Aqui é o disco.
  • SSH: o ssh está pronto a ser usado.
  • Swap Usage: Aqui vemos o uso de swap. Swap é um  espaço do disco(HD) que é usado como memória ram quando esta está se esgotando. Logicamente que swap é muito mais lenta.
  • Total Processes: o total de processos.

 

Monitorando Nosso Server02 no Nagios

Como dito acima: nosso primeiro host será nosso server02. Ele possui ip 192.168.0.41.

acesse a pasta  /usr/local/nagios/etc/objects

elder@server01:~$ cd /usr/local/nagios/etc/objects/

Com seu editor de texto predileto crie um objeto. Chamarei de server02.cfg. usarei o editor vim.

elder@server01:/usr/local/nagios/etc/objects$ sudo vim server02.cfg

Adicionei o seguinte texto ao arquivo server02.cfg:

define host {
	host_name		server02
	address			192.168.0.41
	check_interval		5
	retry_interval		1
	max_check_attempts	5
	check_period		24x7
}

Salve o arquivo e saia.

Acima temos:

  • host_name: é um nome curto que serve para identificar o host, nesse caso o server02.
  • address: Endereço IP ou nome do dispositivo. É preferível colocar o IP já que o nome depende de DNS para funcionar.
  • check_interval: Intervalo de checagem, em minutos, do host. Acima  definimos que a situação(status) do host será checada a cada 5 minutos.
  • retry_interval: Quando o host(server02) estiver em situação anormal ele será reavaliado, em nosso caso, a cada 1 minuto. retry_check é usado somente em situações anormais, isto é, quando o status do host não for UP. O status pode ser: UP, Down ou Unreachable(não alcançável).
  • max_check_attempts: Quantidade de vezes em que o Nagios irá checar o status do host quando ele está em situação anormal, ou seja, quando não está OK.
  • check_period: Definimos acima que o host será checado 24 horas 7 dias da semana, ou seja, não terá pausa.

Prontinho! Mas ainda nosso host server02 não aparecerá na interface web. Antes temos que colocar o caminho /usr/local/nagios/etc/objects/server02.cfg  dentro de  /usr/local/nagios/etc/nagios.cfg.

 

Com seu editor de texto predileto abra o arquivo /usr/local/nagios/etc/nagios.cfg

sudo vim  /usr/local/nagios/etc/nagios.cfg

Adicione a a linha em laranja abaixo:

 

.........
# Definitions for monitoring the local (Linux) host
cfg_file=/usr/local/nagios/etc/objects/localhost.cfg
cfg_file=/usr/local/nagios/etc/objects/server02.cfg
.........

 

Reinicie o Nagios

sudo systemctl restart nagios

Abra novamente a interface web http://192.168.0.40/nagios e veja o host aparecer:

 

Que maravilha! Temos o server02 adicionado. Mas veja que ele encontra-se em cinza e como PENDING ou pendente. Isso pode ser resolvido ao adiconarmos “check_command   check_host_alive“. Esse comando envia um ping para ver se o host está vivo.

Edite novamente o arquivo /usr/local/nagios/etc/objects/server02.cfg

 sudo vim /usr/local/nagios/etc/objects/server02.cfg

Acrescente  “check_command   check_host_alive“. Ficará assim:

define host {
	host_name		server02
	address			192.168.0.41
	check_interval		5
	retry_interval		1
	max_check_attempts	5
	check_period		24x7
	check_command		check-host-alive
}

 

Reinicie o Nagios e atualize a a página no navegador.

sudo systemctl restart nagios.service

Vejamos:

 

Que maravilha. Nosso host está vivo!!!  Sendo monitorado em tempo real. Faça um teste. Desligue o reinicie o server02 e verá o nagios reportar o seu status como Down.

 

Se clicarmos em services ao lado esquerdo veremos que não haverá nada para server02. Iremos adicionar nossos serviços no próximo artigo.

 

Até!

Para mais detalhes acesse o link oficial: Nagios

Leitor voraz e um dos administradores do GNU/Linux Brasil no Whatsapp, facebook, youtube e nesse dito site: www.gnulinuxbrasil.com.br

One Comment to “Nagios Core: Adicionando e Monitorando Nosso Primeiro Host(Dispositivo) – Parte 05”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *