GlusterFS Part.2 (NFS)

O artigo anterior demonstra a configuração básica do gluster com redundância (replica 2).

Sugiro fortemente a leitura do artigo anterior para compreensão de alguns conceitos e nomenclatura utilizados neste artigo.

Neste artigo irei demonstrar a configuração para acesso via NFS de um volume gluster.

*Obs. O gluster não irá utilizar o servidor NFS “padrão” iremos utilizar o nfs-ganesha-gluster.*

*Obs. Esta configuração também funciona para sistemas baseados no Debian/Ubuntu, apenas pule o passo 2 e use apt ao invés de dnf *

1° Com o volume já iniciado, desative o servidor NFS (caso tenha instalado e rodando) e set o volume para não utilizar NFS também.

sudo systemctl disable nfs-server
sudo gluster volume set gluvol nfs.disable on

 

2° Instale o repositório nfs-ganesha30

sudo dnf install centos-release-nfs-ganesha30

 

3° Instale o pacore ganesha-gluster

sudo dnf install nfs-ganesha-gluster

 

4° Faça backup do arquivo de configuração /etc/ganesha/ganesha.conf

sudo cp /etc/ganesha/ganesha.conf etc/ganesha/ganesha.conf-bkp

 

5° É possível editar diretamente o arquivo de configuração, porém preferi criar um novo arquivo somente com as configurações necessárias e adicionar no final, arquivo exportnfs.conf:

sudo vi /etc/ganesha/exportnfs.conf
EXPORT{ 
Export_Id = 1 ; # ID que será utilizado na exportação
Path = "/gluvol"; # Path do volume gluster
FSAL { 
name = GLUSTER;
hostname = "192.168.1.21"; # IP do nó principal do gluster
volume = "gluvol"; # Nome do volume
}

Access_type = RW; # Permissões (escrita e leitura neste caso)
Squash = "No_root_squash"; # Ativa ou desativa root squashing
Pseudo = "/gluvol"; # NFSv4 pseudo path Nomalmente utiliza a mesma info do Path
Protocols = "3","4" ; # Protocolos suportados
Transports = "UDP","TCP" ; # Protocolos de transporte
SecType = "sys"; # Tipo de segurança
}

 

6°  Adicione no final de /etc/ganesha/ganesha.conf nosso arquivo de configuração:

%include"exportnfs.conf"

 

7° Reinicie o serviço para que as novas configurações tenham efeito:

sudo systemctl restart nfs-ganesha

 

8° Verifique se o serviço subiu sem erros:

sudo systemctl status nfs-ganesha

 

9° Exporte o volume:

showmount -e

10° Adicione nfs ao firewall e o reinicie:

sudo firewall-cmd --add-service=nfs --permanent
sudo firewall-cmd --reload

Pronto! NFS para gluster está configurado.

CLIENTE:

1° Instale o pacote nfs-utils:

sudo dnf install nfs-utils

 

2° Crie um ponto de montagem:

sudo mkdir -p /mnt/nfs-gluster

 

3° Monte o volume gluster via NFS

mount -t nfs 192.168.1.21:/gluvol /mnt/nfs-gluster

4° Verifique os pontos de montagem:

df -hPT

 

5° Montar automaticamente no inicio adicione em /etc/fstab:

192.168.1.21:/gluvol /mnt/nfs-gluster nfs defaults 0 0

 

Espero que ajude vocês e obrigado por ler até aqui.

Qualquer dúvida deixe nos comentários ou entre em contato através das redes sociais:

Link Facebook: https://www.facebook.com/gnulinuxbr

Link WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/LYHbESy75Q0GiORiexXKF4

Link Telegram: https://t.me/gnulinux_brasil

 

Atualmente trabalha com suporte em T.I. Instrutor de Informática/Robótica/Programação, entusiasta da tecnologia, Bacharel em Administração formado pelo Grupo Universitário Uninter e colaborador da comunidade GNU/Linux Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *